'Não me prendo a nada que me defina. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser.' Clarice Lispector

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

FAZ DE CONTA


Estou cansada de brincar de faz de conta.
Faz de conta que estou feliz, faz de conta que estou satisfeita, faz de conta que sou independente e bem resolvida!
Pois é, cansei de brincar e vender essa imagem!
Estou de saco cheio de ser o ombro amigo, de ter o sorriso largo, de estar sempre a disposição.
Cansei da responsabilidade, dessa vida estressante de gente grande.
Não quero ser mais a boa profissional, a boa filha, a boa amiga.
Cansei de ser a perfeitinha.
Tenho cada dia mais pavor de gente e todas as suas máscaras e amarguras.
Talvez não nasci para viver em sociedade.
Sou de carne e osso!
Choro, fico com raiva e também preciso de colo!
Fico carente, a grana falta, a preguiça chega e sinto insegurança também! Tenho medos.
Cansada de ouvir das pessoas: você que é feliz! você que sabe viver! queria ser como você!
CADA UM SABE A DOR E A ALEGRIA DE SER COMO É!
Odeio ser idealizada, odeia essas expectativas.
Hoje é um dia que todas as emoções estão muito intensas e fica complicado segurar lágrimas.
Não é tristeza, é cansaço!
De ser idealizada, de não ser compreendida, de ver que com tanta gente em volta na verdade estou sozinha!
Isso é um desabafo, em um momento depressão, que vai passar, como tudo passa!
E na raiva, no escuro, no silêncio do quarto, na escuridão da noite tudo fica mais intenso.
Ser dramática também piora tudo.
Essa coisa de ser 8 ou 80, tudo ou nada, quente ou frio!
O morno não me serve, não gosto do insonso!
E vivendo assim eu continuo sem saber que maravilha a vida poderia me reservar se eu não me protegesse tanto...
Chega de vida de princesa!
Eu quero da vida o inusitado!

6 comentários:

Bandys disse...

Fabi,
Acho que todos nós somos assim. Não da pra enganar todos o tempo inteiro.

A vida só é possível através dos desafios. A vida só é possível quando você tem tanto o bom tempo quanto o mau tempo, quando tem prazer e dor; quando tem inverno e verão, dia e noite; quando tem tristeza tanto quanto felicidade, desconforto tanto quanto conforto.
A vida passa entre essas duas polaridades. Movendo-se entre essas duas polaridades, você aprende a se equilibrar.
Entre essas duas asas, você aprende a voar até a estrela mais distante.

Te deixo beijos e te desejo dias melhores com tudo que você tem direito.

chaverdecomlimao disse...

Força na peruca!!! Beijo.

Autor disse...

Faz de conta que estamos indo pra Europa.
Ops, isso é verdade, viva o pó de pirlimpimpim!
Bjos

Magie disse...

A minha mente pura e corpo abstraído converte ao inusitado. Porque é a prova que nossos olhos mostram o que a mente quer vê, mas o obstáculo é ensinar que meu espírito reflete o que meu corpo e alma quer dizer.
(Dhemes)
Sei como é viver assim, mas calma uma fora passa, e o melhor vc já fez, descobriu o que há de errado!
Mil bjsssssssssss

Atitude: substantivo feminino. disse...

Então seja vc, oras!
"Odeio ser idealizada, odeia essas expectativas." - assino em baixo.
Nós somos tão mais legais do que aquilo que querem que sejamos, já reparou?!
Se cagar e andar não servir, ligue o foda-se.

Anônimo disse...

Faz de conta que encontrei o seu e-mail. Leia o que enviei