'Não me prendo a nada que me defina. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser.' Clarice Lispector

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Coração


O mundo hoje é feito de exigências, prazos, metas.

O tempo é implácavel, não perdoa, atropela.

Nos resta correr atrás, cumprir tudo que se é proposto.

Assim surgem várias expectativas, no trabalho, no amor, nos amigos....

Começamos a projetar, planejar e muitas vezes se frustrar!

O emprego ideal, os melhores amigos, o amor arrebatador!

Desde pequeno somos ensinados que existe o "felizes para sempre".

E nessa utopia pela vida perfeita começamos a colecionar frustações, que muitas vezes nos fazem desacreditar na vida, nos outros, em nós mesmos.

Cicatrizes vão surgindo, magoas e a esperança não é mais vista no final do tal túnel.

Começamos a viver ou melhor sobreviver em uma montanha russa emocional, cheias de altos e baixos, com quedas tão rápidas que muitas vezes ficamos pelo chão mesmo.

Precisamos exigir mesmo dos outros, de nós mesmo!

Perfeição não existe, a felicidade está nos pequenos momentos, a tristeza faz parte.

O mais difícil não é perdoar o próximo, é se perdoar.

Se perdoar por não ser o filho (a), a mãe/pai perfeitos, o amigo dos sonhos, a namorada (o) encantadora.

Viver pra agradar os outros é morrer um pouco a cada dia.

Amor próprio próprio, esse é o verdadeiro! Amor gera amor e se você se aceitar com todas as suas imperfeitções vai gerar uma rede de amor, de aceitação.

Se aceitar é o primeiro passo para tal sonhada felicidade!

Um dia de cada vez. Porque nessa busca desenfreada pela tal felicidade quem leva um monte de pontos é o coração!






4 comentários:

Bandys disse...

Fabi,
Concordo com você.

Já me senti assim. Hoje procuro ter serenidade, coragem e a sabedoria.

Portanto, não continuo a jogar a responsabilidade nos outros. Essa é uma forma de me consolar. Deixo de me consolar, deixo de ter auto-piedade. Fico atenta. Abro os olhos.
Vejo o que está acontecendo com minha vida. Escolho o que acho certo e decido dar o salto.
Consigo ter momentos de felicidade e espero que você também.

Beijos

Autor disse...

Antes um coração remendado, vivido, gasto, do que nenhum coração.
Tenho visto tantas pessoas que se esquecem dele que, quando me dou conta de que ainda existem pessoas que vivem em função de seus corações, me animo um pouco mais com a humanidade.
Vc é uma delas, meu anjo!
Saudade e contando os dias.
Beijos mil

PULCRO disse...

"Viver pra agradar os outros é morrer um pouco a cada dia."

Muito forte isso. Godtei.

chaverdecomlimao disse...

Todas essas coisas que a gente passa nos levam a dois caminhos: o da decepção/frustração ou do crescimento/aprendizado. Claro que é muito mais difícil aceitar e aprender. Mas a vida é assim todos os dias: uma hora a gente ganha, outra hora a gente perde... às vezes mais perde do que ganha. Estou aprendendo a lidar com isso. Bjo!